V Reunião Técnica do Promab/ReMAM
A Microbacia como Base do Planejamento do Manejo Florestal
(Inscrições Encerradas - Maiores informações pelos telefones (19) 2105-8603 ou 2105-8602)

Coordenação
Prof. Walter de Paula Lima – LCF/Esalq/USP
Enga Ftal. Carolina Rodrigues Fontana – IPEF/PROMAB

Organização e Promoção
Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais – IPEF

Data
Dias 17 e 18 de março de 2008

Local
Anfiteatro do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP
Av. Pádua Dias, 11 – Piracicaba, SP

Público Alvo
Profissionais das empresas associadas ao IPEF/PROMAB.

Vagas: 50

Programação Detalhada
Horário Atividade
Dia 17 de março de 2008 - Segunda-Feira
08:30 – 09:00

Abertura.
Prof. Luiz Ernesto George Barrichelo, IPEF.

09:00 – 10:00

Hidrologia de florestas plantadas.
Dra. Carla Câmara, Instituto Florestal.

10:00 – 10:30

Intervalo e café

10:30 – 11:30 Escalas hidrológicas da sustentabilidade.
Prof. Dr. Walter de Paula Lima, IPEF/Esalq/USP.
11:30 – 12:30 Caracterização climática e disponibilidade hídrica regional.
Prof. Dr. Paulo César Sentelhas, Esalq/USP.

12:30 – 14:00

Almoço

14:00 – 15:00 O conceito de vizinhança.
Dra. Maria José Brito Zakia, VCP.
15:00 – 16:00

A água e os limites da produtividade florestal.
Prof. Dr. José Luiz Stape, Esalq/USP.

16:00 – 17:00 Silvicultura de precisão e conservação da água.
Prof. Dr. José Leonardo M. Gonçalves, Esalq/USP.
19:30 Jantar por adesão – Navegantes Restaurante.
Dia 18 de março de 2008 - Terça-Feira
Participação somente para as empresas associadas ao PROMAB
08:00 – 10:00

Análise global dos resultados do PROMAB:
- Balanço hídrico das microbacias experimentais.
- Biogeoquímica das microbacias experimentais.

10:00 – 10:30

Intervalo e café

10:30 – 12:30 Análise global dos resultados do PROMAB.
- Indicadores mensais da qualidade do manejo florestal.

12:30 – 14:00

Almoço

14:00 – 17:00 Reunião administrativa com os participantes do PROMAB:
- Programa cooperativo: direitos e deveres.
- Funcionamento do sensor de medição da vazão: o “calcanhar de Aquiles”.
- A leitura rotineira da régua linimétrica: a “tábua de salvação".
- A medição da precipitação pluviométrica: fontes de erros.
- O novo Sistema de Gerenciamento do Banco de Dados do PROMAB.
- Onde estamos? Para onde vamos?

17:00

Encerramento




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.