Dados da Espécie

Especificações Gerais
Familia: Caesalpinaceae
Nome Científico: Copaifera trapezifolia Hayne
Nomes Comuns: pau óleo, capuva, copaíba, copuva, óleo, óleo amarela, óleo branco, óleo copaíba, óleo preto, pau dóleo
Crescimento: árvore
Grupo Ecológico: oportunista
Ocorrência: floresta ombrófila (floresta atlÔntica de encosta)
Distribuição Geográfica: BA MG PE PR RS SC SP
Dispersão: zoocoria
Floração: DEZ JAN FEV MAR
Frutificação: JUL AGO SET OUT NOV DEZ JAN

Utilização
Utilizada para: Construção
Carvão
Resina
Medicina
Melífera
Fauna
Madeira Nobre

Dados do Caule
Tipo de Copa: larga densa
Tipo de Estrutura: Marcas retilíneas transversais
Densidade da Madeira: 0,6
Observações: Densidade pode alcançar 0,86 g/cm3. Tronco reto e cilíndrico (muitas vezes perfeito), fuste até 20 cm. Casca até 15 mm, a externa acinzentada; a interna amarela esbranquiçada. Alburno bege claro rosado; cerne geralmente avermelhado escuro. Cheiro indistinto e gosto ligeiramente adstringente. Extrai-se óleo e resina do tronco.

Dados da Flor
Forma da Flor: caesalpina
Número de Pétalas: 5
Tamanho da Flor: 0
Cor: branca
Estrutura: cacho
Tipo: Inflorescencia
Sexual: cacho
Observações: Flores pequenas; rácemos ou panículas axilares multifloras.

Dados da Folha
Estrutura: paripenada
Tipo: Composta
Forma da Folha: ovalada , oblonga
Tamanho da Folha: X 7,0
Inserção: alterna
Contem: Glandulas
Observações: Folhas compostas de 6-9 jugas; foliolos 0,5-1,5 cm x 0,3-0,6 cm, subsésseis; pecíolo 0,3-0,5 cm comp., glanduloso. Árvore perenifolia, 10-20 m x 30-60 cm, podendo atingir 35 m x 100 cm.

Dados do Fruto
Tipo do Fruto: vagem
Estrutura: Seco
Tamanho: 4
Deiscencia: sim
Observações: Obliquamente elíptico, com a ponta geralmente transformada em espinho.

Dados das Sementes
Forma da Semente: arilo
Cor da Semente: escura
Tamanho: 0,16
Quantidade: 1
Observações: Arilo vermelho, aromática.

Técnicas em Viveiro
Beneficiamento: Os frutos devem ser coletados maduros, porém fechados, devendo a deiscência ser feita em ambiente ventilado. Após deiscência as sementes devem ser extraídas manualmente para ficarem livres do arilo. A coleta no chão na época de maturação é mais fácil e produtiva, porém pode ser impossível quando existem predadores.
Sementes por Kilo: 650
Dormência: sim
Quebra da Dormência: Dormência ocasional, causada pela deposição de cumarina no tegumento. A embebição e lavagem em água fria por 48 -72 hs é recomendada. Obs.: sementes ingeridas pelo mono-carvoeiro nas fezes germinaram em 7 dias com 100% de germinação.
Quebra Natural: 1 meses
Quebra Câmara: 12 meses
Germinação: 85 % após 26 dias
Condução: sombreado
Formação: a 30 cm em 6 meses
Tolerância: não é necessária
Plantio: Esciófila, tolerando sombreamento moderado em vegetação matricial. Apresentação de brotação de touça após corte. Plantio puro a pleno sol é inadequado devido a suas exigências ecológicas. Recomenda-se plantio misto associado com espécies heliófilas de rápido crescimento ou em faixas abertas na vegetação matricial e plantado em linhas. Crescimento lento. Em SC obteve 0,69-0,80 m de altura e 80% de plantas vivas com 2,5 anos.

Bibliografia
CARVALHO, P.E.R. Espécies florestais brasileiras. Recomendações Silviculturais, potencialidades e uso da madeira. EMBRAPA-CNPF. Brasília. 1994. 640p.




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.