Dados da Espécie

Especificações Gerais
Familia: Caesalpinaceae
Nome Científico: Sclerolobium paniculatum Vogel
Nomes Comuns: Taxi branco, ajusta contas, angá, arapaçu, cachamorra, cangalheiro, carvão de ferreiro, carvoeira, carvoeiro, carvoeiro do cerrado, jacarandá canzil, mandinga, paáariúva, passuaré, pau pombo, taxi branco de terra firme, taxi branco do flanco, taxi pitomba, taxirana, taxirana do cerrado, taxizeiro branco, tinguizão velame, tinguizão veludo. PERU: ucsha cuiro; VENEZUELA: guanillo rojo
Crescimento: árvore
Grupo Ecológico: pioneira
Ocorrência: floresta estacional semidecídua , floresta amazônica (terra-firme) , cerrado.
Distribuição Geográfica: AC AM AP BA CE GO MA MG MS MT PA PI RJ RO RR SP TO
Dispersão: autocoria
Floração: DEZ JAN FEV MAR ABR
Frutificação: ABR MAI (DEZ no Pará)

Utilização
Utilizada para: Construção
Carvão
Arborização Urbana
Paisagismo

Dados do Caule
Tipo de Copa: estreita
Densidade da Madeira: 0,65
Observações: Casca apresenta cicatrizes. Tronco reto, cilíndrico, fuste até 15m, com dominância apical bem definida. Casca espessura 10mm, a externa branca-acinzentada; a interna arroxeada com seiva da mesma cor. Alburno bege-amarelo-claro, pouco diferenciado do cerne (amarelo-claro-olivssceo) irregular. Madeira com baixa resistência natural ao apodrecimento.

Dados da Flor
Número de Pétalas: 5
Cor: amarelo-esverdeadas
Estrutura: cacho
Tipo: Inflorescencia
Sexual: cacho
Observações: Numerosas, aromáticas, reunidas em panículas terminais até 40cm de comprimento.

Dados da Folha
Estrutura: imparipinada
Tipo: Composta
Forma da Folha: lanceolada
Inserção: alterna
Consistência: coriácea
Contem:
Observações: Folhas compostas de 4-7 pares de folíolos, com 7-13 x 6 cm, acuminados, com pecíolos curtos sem formigas (não é mirmecófaga). Árvore perenifólia, 8-20 m X 30-60 cm, podendo chegar a 30 m X 100 cm.

Dados do Fruto
Tipo do Fruto: sâmara
Estrutura: Seco
Deiscencia: não
Observações: Cripto sâmara, XXX-pedunculada, comprimida,

Dados das Sementes
Forma da Semente: carnúncula
Cor da Semente: marela-esverdeada
Tamanho: 1
Observações: Oblonga, alongada , superfície lisa brilhante

Técnicas em Viveiro
Beneficiamento: Após a coleta, os frutos são postos em ambiente ventilado, e as sementes extraídas manualmente. Sementes sem poder germinativo inicial conhecido, armazenadas em tamboretes em câmara fria (T = 3-5 c e UR = 92%) XXXXXXXXXX
Sementes por Kilo: 11000
Quebra da Dormência: Dormência mecânica: imergir as sementes em água fervente, desligando-se simultaneamente a fonte de calor e deixando-as imersas até a água atingir a temperatura ambiente.
Quebra Câmara: 48 meses
Tolerância: sim. 2-3 semanas após a germinação.
Plantio: Crescimento rápido. Floração e frutificação iniciam aos 5 anos de idade em plantios. Há maior mortalidade das árvores plantadas em sombra seletiva em floresta primária do que á pleno sol, indicando XXXXXXXXXXXX

Bibliografia
CARVALHO, P.E.R. Espécies florestais brasileiras. Recomendações Silviculturais, potencialidades e uso da madeira. EMBRAPA-CNPF. Brasília. 1994. 640p.

KANASHIRO, M. & YARED, J.A.G. experiência com plantios florestais na Bacia Amazônica. In: O desafio das florestas neotropicais. Curitiba. Abril. 1991.

YARED, J.G.A. Silvicultura de algumas espécies nativas da Amazônia. In: 6¦ Congresso Florestal Brasileiro, Campos do Jordão, SP. V1:119-122. Trabalho convidado. 1990. 155p.




Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.