Scientia Forestalis, volume 45, n. 116
p.601-610, dezembro de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n116.01

Performance of Eucalyptus clones according to environmental conditions

Desempenho de clones de eucalipto em função de condições ambientais

Thaise da Silva Souza1
Magno Antonio Patto Ramalho1
Bruno Marco de Lima2
Gabriel Dehon Sampaio Peçanha Rezende2

1PhD student in Genetic in Plant Breeding. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Postal Code 3037 - 37200-000, Lavras, MG , Brasil. E-mail: thaisefloresta@gmail.com, magnoapr@dbi.ufla.br.
2PhD Researcher. Fibria Celulose / Technology Center. Rodovia General Euryale de Jesus Zerbine, km 84 SP66 - 12340-010 - Jacareí, SP, Brasil. E-mail: bruno.lima@fibria.com.br, gabriel.rezende@fibria.com.br.

Recebido em 29/11/2016 - Aceito para publicação em 07/06/2017

Resumo

The aim of this study was to verify if the selection site of clones affects their performance when used in other regions and to estimate the contribution of climate and soil factors in clonal performance when these were evaluated under different environmental conditions. Growth data were used for assessment of 49 Eucalyptus clones in eight environments. Clonal tests were set up in a randomized block design, with 30 or 40 replications, and plots consisted of one plant. Data concerning the volume of trees at three years of age were considered. Regression equations between the dependent variable (volume) and the independent variables (environmental factors) were obtained. It was found that the clones showed great variation in volumetric performance in different environments. The clone x location interaction was significant, showing that response of the clones did not coincide in different locations. For most of the clones, the selection site did not propitiate greater adaptation to the region of origin. The response to environmental factors varied among clones, especially for altitude, rainfall, boron, and zinc. Two clones stood out as the most stable and adapted to the three regions of planted forest.
Keywords: Quantitative genetics. Eucalyptus breeding. Genotype x environment interaction. Stability. Adaptability.

Abstract

O objetivo do trabalho foi o de verificar se o local de seleção do clone afeta o seu desempenho quando utilizado em outras regiões e estimar a contribuição de fatores de clima e solo no desempenho clonal quando avaliados em diferentes condições ambientais. Foram utilizados dados de crescimento referentes à avaliação de 49 clones de Eucalyptus em oito ambientes. Os testes clonais foram instalados no delineamento de blocos casualizados, com 30 ou 40 repetições, e parcela de uma planta. Dados referentes ao volume das árvores, aos três anos, foram considerados. Equações de regressão entre a variável dependente (volume) e as variáveis independentes (fatores ambientais) foram obtidas. Constatou-se que os clones demonstraram grande variação no desempenho volumétrico nos diferentes ambientes. A interação clones x locais foi expressiva evidenciando que o comportamento dos clones não foi coincidente nos diferentes locais. Para a maioria dos clones, o local de seleção não propiciou maior adaptação à sua região de origem. A resposta aos fatores ambientais variou entre os clones, especialmente para altitude, precipitação, boro e zinco. Dois clones destacaram-se como os mais estáveis e adaptados às três regiões de reflorestamento.
Palavras-chave: Genética quantitativa. Melhoramento de eucalipto. Interação dos genótipos x ambientes. Estabilidade. Adaptabilidade.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.