Scientia Forestalis, volume 45, n. 113
p.21-29, março de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n113.02

Dinâmica da comunidade arbórea em um fragmento de cerrado Sensu Stricto em Minas Gerais, Brasil

The Dynamics of a tree community in a “cerrado sensu stricto” in the north of Minas Gerais State, Brazil

Antônio José da Silva Neto1
José Márcio de Mello2
Marco Aurélio Leite Fontes2
Rubens Manoel dos Santos2
Anderson Pedro Bernardina Batista1
José Roberto Soares Scolforo2

1Doutorando do Departamento de Ciência Florestal. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Campus Universitário – Caixa Postal 3037 – 37.200-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: antoniojsnd@yahoo.com.br; anderson_pedro22@yahoo.com.br
2Professor Adjunto do Departamento de Ciência Florestal. UFLA – Universidade Federal de Lavras. Campus Universitário – Caixa Postal 3037 – 37.200-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: josemarcio@dcf.ufla.br; fontes@dcf.ufla.br; rubensmanoel@dcf.ufla.br; jscolforo@dcf.ufla.br

Recebido em 05/12/2015 - Aceito para publicação em 01/07/2016

Resumo

Estudos de dinâmica de comunidades vegetais são fundamentais para entendimento do comportamento da ecologia do cerrado, principalmente considerando sua grande distribuição geográfica e heterogeneidade. Tais estudos ajudam a compreender os mecanismos que mantêm a comunidade, gerando subsídios para sua conservação. O objetivo neste estudo foi analisar a dinâmica da comunidade arbórea em um período de cinco anos em um fragmento de 87 ha de cerrado sensu stricto protegido do fogo há cerca de 30 anos, no município de Olhos-d’Água, norte de Minas Gerais, Brasil. Partiu-se da hipótese de que o período de proteção foi suficiente para a comunidade estabilizar sua dinâmica, compondo uma estrutura madura. Os dados foram obtidos a partir de 24 parcelas permanentes de 1000 m² (total de 2,4 ha), onde todas as árvores com diâmetro a altura do peito a 1,30 m do solo (DAP) ≥ 5 cm foram marcadas, mensuradas e amostradas nos anos de 2005 e 2010. Analisaram-se as alterações na estrutura fitossociológica, estimadas as taxas de mortalidade e recrutamento, baseadas na densidade e no ganho e perda em área basal, os tempos de estabilidade e de rotatividade, e o incremento periódico anual da comunidade e populações. A área de cerrado apresentou-se em equilíbrio dinâmico, com poucas variações na composição florística e fitossociológica e com aumento da estruturação do componente lenhoso. O crescimento das populações sensíveis ao fogo sugere uma sucessão ecológica influenciada pela ausência de incêndios.
Palavras-chave: Inventário florestal contínuo; Cerrado; sucessão ecológica.

Abstract

Studies of the dynamics in vegetal communities are essential to understand the cerrado ecology’s behavior, especially considering its wide geographical distribution and heterogeneity. This kind of study helps to comprehend the mechanisms that maintain the community, generating subsidies for its conservation. This study aimed to analyze the tree community’s dynamics over five years in a cerrado sensu stricto swath of 87ha. It wass protected from fire for about 30 years and is located in the municipality of Olhos-d’Água, North of Minas Gerais State, Brazil. The assumed hypothesis was that the period of protection from fire was sufficient for the community to stabilize its dynamics and thus, to compose a mature structure. The data obtained refer to 24 permanent plots of 1.000 m² (total of 2.4 ha), where all trees with diameter at breast high 1.30 above the soil (DBH) ≥ 5 cm were marked, measured and sampled in the years 2005 and 2010. The changes in the phytosociological structure were analyzed and the mortality and recruitment rates were estimated basing on the density, gain and loss in basal area, stability and turnover times, and the periodic annual increment of the community and populations. This cerrado area presented a dynamic balance, with little variation in floristic composition and phytosociological and the structuring of the woody component had increased relatively. The populations’ growth that is sensitive to fire suggests an ecological succession influenced by the absence of fire.
Keywords: Continuous forest inventory; Cerrado; ecological succession.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.