Scientia Forestalis, volume 45, n. 113
p.77-87, março de 2017
DOI: dx.doi.org/10.18671/scifor.v45n113.07

Morfologia das fibras do lenho de clones de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis em diferentes topografias e altitudes

Morphology of wood fiber of Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis clones in different topographies and altitudes

Renata Mauri1
Joyce de Almeida Alves2
José Tarcísio da Silva Oliveira3
José Tarcísio Lima4
Mário Tomazello Filho5
Natalino Calegario6

1Doutoranda em Ciência e Tecnologia da Madeira. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Departamento de Ciências Florestais. Caixa Postal 3037 – 32.700-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: renatamauri@yahoo.com.br
2Doutoranda em Engenharia Florestal. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Departamento de Ciências Florestais. Caixa Postal 3037 – 32.700-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: joyce_a.alves@yahoo.com.br
3Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais e da Madeira. UFES – Universidade Federal do Espírito Santo. Av. Carlos Lindemberg, s/n – NEDTEC – Centro - 29550000 - Jerônimo Monteiro, ES, Brasil. E-mail: jtsilva@npd.ufes.br
4Professor do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Departamento de Ciências Florestais. Caixa Postal 3037 – 32.700-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: jtlima@dcf.ufla.br
5Professor Titular do Departamento de Ciências Florestais. USP - Universidade de São Paulo /ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Avenida Páduas Dias, 11 – Caixa Postal 09 - 13418900 - Piracicaba, SP, Brasil. E-mail: mtomazel@usp.br
6Professor Adjunto do Departamento de Ciências Florestais. UFLA – Universidade Federal de Lavras / Departamento de Ciências Florestais. Caixa Postal 3037 – 32.700-000 – Lavras, MG, Brasil. E-mail: calegari@dcf.ufla.br

Recebido em 21/03/2016 - Aceito para publicação em 20/07/2016

Resumo

A qualidade da madeira depende, dentre outros fatores, de suas características anatômicas. Entender como as variações ambientais afetam a anatomia da madeira contribui para a escolha adequada de seu uso final. Neste trabalho, objetivou-se avaliar a influência da topografia e da altitude nas dimensões e morfologia das fibras de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado, com 5 repetições, em esquema fatorial 2 x 4 x 3, sendo dois clones, 4 condições de crescimento (altidude/topografia) e 3 posições radiais. As condições de crescimento foram: baixa/inclinada, baixa/plana, alta/inclinada e alta/plana. Amostras de madeira foram extraídas em três posições radiais equidistantes na altura de 1,30 metros do solo (DAP). As variáveis analisadas foram o comprimento, a largura, a espessura da parede, o coeficiente de rigidez, o coeficiente de flexibilidade e o Índice de Runkel das fibras. Os resultados mostraram que o efeito da condição de crescimento sobre essas variáveis depende do clone e/ou posição radial. Fibras com menores comprimentos e maiores espessuras foram observadas na topografia inclinada da região baixa e na topografia plana da região alta. Menores larguras de fibra foram encontradas na madeira produzida na topografia inclinada, independente da altitude. De maneira geral, valores menores do coeficiente de rigidez foram observados na topografia plana. As condições de crescimento influenciaram apenas o coeficiente de flexibilidade do clone 2 nas posições radiais mais externas. Observou-se maiores índices de Runkel na topografia plana da região alta e na topografia inclinada da região baixa. Esses resultados sugerem uma resposta adaptativa do xilema de Eucalyptus às condições de crescimento limitadas por água, ventos, gravidade e luminosidade.
Palavras-chave: Anatomia da madeira, variações ambientais, fisiologia da planta.

Abstract

The quality of the wood depends on its anatomical characteristics, among other factors. Understanding the effects of environmental changes in the anatomy of wood contributes to the appropriate choice of its final use. This work aims to study the influences of topography and altitude on the size and morphology of the fibers in the stem of Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis. The experimental design was completely randomized, with five replications and three factors: Clone (2 levels), Growth conditions (4 levels) and Radial position (3 levels). The growth conditions were: low/sloping, low/flat, high/sloping and high/flat. Wood samples were obtained in three equidistant radial positions and  taken at the height of 1.30 meters above the ground (DBH). The variables studied in the fibers were: length, width, cell wall thickness, rigidity coefficient, flexibility coefficient and Runkel ratio. The effect of the growth condition depends on clone and/or radial position. The sloping topography of the low region and the flat topography of the high region resulted in smaller fiber length and higher fiber cell wall thickness. The wood produced in the sloping topography had lower fiber width, regardless of altitude. In general, smaller values of rigidity coefficient were observed in flat topography. The flexibility coefficients of clone 2, for intermediate and external radial positions, were affected by growth conditions. The flat topography of the high region and the sloping topography of the low region showed the highest Runkel ratios. These results suggest an adaptive response of the xylem of Eucalyptus to the growth conditions limited by water, wind, gravity and lightness.
Keywords: Wood anatomy, environmental variations, plant physiology.





Instituto de Pesquisas e Estudos Florestais
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Reprodução permitida desde que citada a fonte.