PROMAB

O Programa Cooperativo de Monitoramento e Modelagem em Microbacias Hidrográficas (PROMAB) do IPEF constitui um programa de pesquisa coordenado pelo Laboratório de Hidrologia Florestal do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP.

Os primórdios do PROMAB foram projetos de pesquisa do Laboratório de Hidrologia Florestal, do Departamento de Ciências Florestais da ESALQ/USP, o primeiro deles instalado em 1987, em duas microbacias experimentais localizadas em áreas da então FLORIN Reflorestamento Integrado (hoje Fibria Celulose S/A), na Fazenda Bela Vista, Município de Santa Branca, no Vale do Paraíba, SP. Ao longo dos anos, outras empresas foram ingressando no programa, aumentando gradativamente o número de microbacias experimentais.

Hoje, cada projeto é coordenado, mantido e analisado individualmente. Assim, os dados coletados na microbacia ou nas microbacias experimentais de uma dada empresa participante são analisados e armazenados em um sistema de gerenciamento de banco de dados, localizado no servidor do IPEF, e são disponibilizados à empresa na forma de um relatório. Os resultados globais do conjunto das microbacias também possibilitam análises hidrológicas visando à identificação de similaridades, tendências e comportamentos das relações entre o manejo de florestas plantadas e a água, em termos de quantidade (consumo de água por florestas plantadas) e qualidade (impactos hidrológicos das atividades de manejo), assim como a indicação da similaridade hidrológica das diferentes regiões.

O Programa atua na avaliação dos efeitos das florestas plantadas sobre a quantidade e a qualidade de água, mediante o monitoramento de microbacias hidrográficas, e visa a melhoria contínua do manejo florestal.

Principais desafios e ações

- Compreender os efeitos da mudança da vegetação sobre o uso da água;
- Desenvolver alternativas de manejo florestal que equilibrem produção de madeira e conservação dos recursos hídricos;
- Avaliar a magnitude dos efeitos do manejo de florestas plantadas em regiões com déficit hídrico.
- Desenvolver um sistema complementar para a determinação do uso da água, mediante sensoriamento remoto;
- Ampliar a geração de informações científicas na área de manejo de bacias hidrográficas;
- Ampliar a sensibilização do setor florestal quanto ao fato de que a água é um insumo compartilhado.

Soluções e conquistas recentes

- Implementou uma ampla rede de monitoramento do uso da água por florestas plantadas;
- Criou e gerencia um consistente banco de dados hidrológicos;
- Quantificou o uso da água de florestas plantadas e promoveu a divulgação dos resultados;
- Identificou e quantificou o efeito do manejo de florestas plantadas sobre a qualidade da água;
- Aperfeiçoou o processo de comunicação dos resultados hidrológicos por meio de infográficos;
- Consolidou o conceito de microbacia hidrográfica como unidade de planejamento adequada à conservação dos recursos hídricos.

Liderança Científica e Gestão

- Silvio Ferraz - ESALQ/USP - Líder Científico
- Lara Garcia - IPEF - Coordenadora Executiva

Contato

- Clique aqui para enviar e-mail

Empresas filiadas

- Bracell
- Eldorado Brasil Celulose S/A
- Klabin S/A.
- Suzano S.A.
- UPM Forestal Oriental
- Veracel Celulose S.A.
- WestRock, Celulose, Papel e Embalagens Ltda.

Instituições colaboradoras

- Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - ESALQ/USP