IPEF Acontece | 60ª Edição | 18.01.24

IPEF ACONTECE
IPEF Acontece | 60ª Edição | 18.01.24
PTSM e comitiva de viveiristas espanhóis visitam a Klabin - PR
PTSM e comitiva de viveiristas espanhóis visitam a Klabin - PR
O Programa Cooperativo sobre Silvicultura e Manejo (PTSM) do IPEF e uma comitiva de viveiristas espanhóis visitaram a Klabin, em Telêmaco Borba (PR). O grupo foi recepcionado pelos pesquisadores Leticia Miranda e Propagação), Fabricio Biernaski (Melhoramento Genético de Pinus), Regiane Abjaud Estopa Genético de Eucalipto) e James Stahl (Solos e Manejo Silvicultural).

No encontro, foi possível pode conhecer o viveiro da empresa, as técnicas de manejo dos jardins clonais e os métodos de propagação de Eucalyptus e Pinus, e discutir sobre as estratégias de melhoramento adotadas pela empresa para o Pinus e Eucalyptus, bem como para algumas espécies do gênero Corymbia.

Já em campo, o grupo visitou experimentos de nutrição, espaçamento e melhoramento, com destaque à produtividade e performance silvicultural do Pinus maximinoi, e colocou em pauta o manejo de resíduos pós-colheita da madeira e a fertilização mineral das plantações florestais.

Para Alexandre Ferraz, coordenador executivo do PTSM, a visita à Klabin evidenciou a importância de se investir em pesquisa, inovação e tecnologia, dada a posição de destaque que a empresa ocupa em termos de produtividade e qualidade dos seus povoamentos florestais.

Acompanhe as ações do IPEF em Silvicultura e Manejo pelo site.
PROTEF promove sua 42ª Reunião de Filiadas
O Programa Cooperativo sobre Proteção Florestal (PROTEF) do IPEF reuniu um grupo de profissionais do setor florestal e estudantes em sua 42ª Reunião de Filiadas.

Realizado na Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), em Botucatu (SP), em dezembro, e com a presença de mais de 50 pessoas, o encontro colocou em pauta as atualizações dos projetos promovidos pelo Programa e realizou visitas ao Laboratório de Controle Biológico de Pragas Florestais e ao Laboratório de Patologia Florestal, coordenados pelos professores Carlos Wilcken e Edson Furtado, respectivamente, ambos líderes científicos do PROTEF.

"Nos últimos anos tivemos grande renovação nos quadros de colaboradores atuantes em proteção florestal nas nossas empresas filiadas. Foi importante trazer nossa reunião para a FCA, esse é o local em que a maioria dos projetos desenvolvidos pelo PROTEF são executados e analisados. Dessa maneira, conseguimos aproximar o setor produtivo e a academia, com trocas de experiências e expectativas", pontua Murilo Ribeiro, coordenador executivo do PROTEF.
Livro sobre Planejando as Interações entre a Floresta e a Água é vencedor do Prêmio ABEU
Livro sobre Planejando as Interações entre a Floresta e a Água é vencedor do Prêmio ABEU
A 9ª edição do Prêmio da Associação Brasileira de Editoras Universitárias (ABEU) teve como vencedor, na categoria em Ciências Naturais e Matemáticas, o livro “Hidrologia Florestal Aplicada: Planejando as interações entre a Floresta e a água”, escrito pelos professores Silvio F. B. Ferraz e Walter de Paula Lima, ambos docentes da ESALQ/USP e pesquisadores vinculados ao IPEF.

A obra "Hidrologia Florestal Aplicada: Planejando as Interações entre a Floresta e a Água" apresenta e discute conceitos modernos sobre o conhecimento atual das relações entre as florestas e a conservação da água, com o objetivo de contribuir para a busca do equilíbrio entre a produção e conservação no planejamento de bacias hidrográficas.

O professor Silvio Ferraz, líder científico do Programa Cooperativo de Monitoramento e Modelagem em Microbacias Hidrográficas (PROMAB) do IPEF, comenta que o prêmio significa um reconhecimento do esforço de mais de uma geração (Prof. Walter de Paula Lima sucedido pelo Prof. Sílvio) em colocar de forma didática o conteúdo de hidrologia florestal especialmente direcionado aos estudantes de engenharia florestal. “É muito gratificante ver esse esforço reconhecido, principalmente em uma obra que foi pensada para ser simples, direta, de baixo custo e acessível a todos”, sinaliza Professor Sílvio.

“O livro foi sendo construído ao longo de mais de 40 anos. A teoria, alicerçada em dados obtidos em outros países, poderia ser estruturada em menos tempo. Mas era essencial que o livro fosse baseado em resultados experimentais obtidos nas condições de clima, solos e florestais do Brasil. E nisso o IPEF foi de grande contribuição, possibilitando o estabelecimento de pesquisas de longo prazo e o conhecimento da hidrologia florestal nas nossas condições", complementa o professor Paula Lima.
Congresso Plantações Florestais - IPEF
Estudo avalia o uso de sensoriamento remoto na estimativa da evapotranspiração em eucalipto
Uma dissertação de mestrado, desenvolvida na área experimental do Programa Cooperativo sobre Produtividade e Fluxos de Carbono e Água em Eucalyptus (Eucflux) do IPEF, avaliou o uso de sensoriamento remoto na estimativa da evapotranspiração em um povoamento de eucalipto.

De autoria de Luca Nunes, com orientação do Prof. Clayton Alcarde Alvares (UNESP/FCA), o estudo acompanhou o desempenho do tradicional algoritmo Sebal na área experimental do Eucflux utilizando imagens do Landsat 8, entre os anos de 2014 e 2018.

O prof Clayton explica que o cultivo de eucalipto, impulsionado pela crescente demanda por madeira, se destaca por sua rápida adaptação e crescimento em diversas regiões. Contudo, as variáveis climáticas, especialmente a evapotranspiração (ET), desempenham um papel crítico em seu desenvolvimento. “A ET, que abrange a soma da transpiração das plantas e a evaporação da água na superfície terrestre, é fundamental para entender espacialmente o consumo hídrico dessa cultura. Embora a medição direta da evapotranspiração por meio de uma torre de fluxo seja precisa, ela é pontual e dispendiosa”, analisa o professor e esclarece que entre os métodos indiretos, o uso de sensoriamento remoto emerge como uma opção promissora e acessível para pesquisadores e gestores florestais.

Sobre a dissertação de mestrado, Lucas pontua que em geral, o modelo testado apresentou uma superestimação da ET. "Embora o algoritmo seja amplamente utilizado há mais de 15 anos para estimar a evapotranspiração em plantações florestais, esse é o primeiro estudo a validar o modelo com observações de campo, sendo que novas pesquisas serão essenciais para consolidar a qualidade do modelo Sebal e determinar se ajustes paramétricos para a cultura do eucalipto são necessários".
IPEF participou do IUFRO 2023
IPEF participou do IUFRO 2023
O IPEF participou do IUFRO 2023, em Colonia Del Sacramento no Uruguai. O evento, centrado no Working Group 2.08.03 - "Improvement and Culture of Eucalypts," foi uma oportunidade de conhecer estratégias para aprimorar o cultivo de eucaliptos.

Durante o evento, Paulo HM Silva, coordernador executivo do Programa Cooperativo sobre Melhoramento Florestal (PCMF) do IPEF, apresentou a palestra Unleashing Nature’s Potential Of Corymbia: Development Of Commercial Genotypes And Adaptation Of Populations For The Forestry Industry, e abordou, além do melhoramento genético, o potencial comercial de Corymbia, proporcionando uma visão do estado da arte do melhoramento do gênero no Brasil e seu impacto no setor florestal.

Para Paulo, o encontro não foi apenas uma fonte de conhecimento, mas também uma oportunidade para networking, permitindo que profissionais de diversas partes do mundo compartilhassem informações e estabelecessem conexões valiosas.
Setor Florestal e Associadas ao IPEF
Gerdau: 123 anos
A Gerdau, que ocupa o pódio entre as maiores empresas brasileiras produtoras de aço, completou 123 anos no dia 16 de janeiro/24. Presente em vários países das Américas, a empresa contempla um time de mais de 36 mil pessoas. Parabéns pelo empreendedorismo!
IPEF Acontece
Via Comendador Pedro Morganti, 3500 - Bairro Monte Alegre
CEP: 13415-000 - Piracicaba, SP - Brasil
Tel. +55 (19) 2105-8600
Reprodução permitida desde que citada a fonte.
Siga-nos nas redes sociais